Desenvolvimento sem “ismos”: uma crítica ao novo-desenvolvimentismo a partir dos Grundrisse de Marx

economia

ACESSE O ARTIGO EM PDF

Desenvolvimento sem “ismos”: uma crítica ao novo-desenvolvimentismo a partir dos Grundrisse de Marx
Resumo: O artigo tem por finalidade inspecionar criticamente o movimento (teórico/político) que vem se definindo como “novo-desenvolvimentista”. Surgido no rescaldo do fracasso do neoliberalismo na América Latina, o novo-desenvolvimentismo pretende constituir uma “alternativa aos males do capitalismo” por meio de uma atividade estatal capaz de se conjugar harmonicamente com mercados “fortes” – isso é, definidores do norte da vida social. Apesar do apoio encontrado por essa visão mesmo em setores da sociedade tradicionalmente associados à esquerda, pretendemos aqui chamar atenção para a necessidade da crítica radical, nos valendo para isso das indicações deixadas por Marx em seus esboços da crítica à Economia Política. Palavras-chave: 1. Desenvolvimentismo. 2. Novo desenvolvimentismo. 3. Crítica da Economia Política.

Development without “isms”: a critique to the neo-developmentalism, based on Marx’s Grundrisse
Abstract: This article aims to critically inspect the (theoretical/political) movement self-called as “neo developmentalism”. Appearing in the aftermath of neoliberalism’s failure in Latin America, neo-developmentalism argues for an ‘alternative to capitalism evils’ by means of a state activity capable of harmonically connecting with ‘strong’ markets – i.e., markets that define the sense of social life. Although this perspective had found support among sectors of society traditionally associated with the left, our goal is to point to the need of a radical critique, and for that we used the indications left by Marx in his Grundrisse.
Keywords: 1. Developmentalism. 2. Neo Developmentalism. 3. Critique of Political Economy.

Participe da discussão sobre o artigo/edição acima.