O Imperialismo: de Lenin aos dias atuais

ACESSE AQUI O PDF

Resumo: Para apresentar a análise de Lenin sobre o imperialismo, recorremos à obra literária de Jack London, evidenciando como o início do século XX se assemelhou a experiências sociais contemporâneas. A expansão e as contradições do imperialismo atual são abordadas em três eixos: o aprofundamento da socialização das forças produtivas e da divisão da classe trabalhadora; as transformações na propriedade burguesa e, finalmente, algumas características da universalização capitalista.

Palavras-chave: 1. Imperialismo; 2. Vladimir Lenin; 3. Jack London

 

Imperialism: from Lenin to the current days

Abstract: In  order  to  present  Lenin’s  analysis  about  imperialism,  we  use  Jack London’s literary works to put in evidence similarities between the beginning of the 20th century and the contemporaneous social experiences. The expansion and the contradictions of contemporary imperialism are examined along three axes: the deepening of both the socialization of the productive forces and the division of  the  working  class;  the  changes  in  the  bourgeois  property;  and,  finally,  some aspects of capitalist universalization.

Keywords: 1. Imperialism; 2. Vladimir Lenin; 3. Jack London

A lei do desenvolvimento desigual e combinado de León Trotsky e a intelectualidade brasileira

ACESSE O PDF AQUI

Resumo: O tema do presente artigo é a relação que acreditamos existir entre o pensamento trotskista e parcela significativa da intelectualidade brasileira que nos anos 1960-1970 destacou-se por trabalhos dotados de uma perspectiva crítica das leituras “dualistas” e “etapistas” sobre a realidade sócio-histórica nacional. Mais especificamente, nos propomos a discutir como o conceito de desenvolvimento desigual e combinado, formulado pelo revolucionário russo Leon Trotsky se mostrou, de certo modo, presente em autores que, no meio acadêmico, contrapuseram-se à lógica da interpretação da realidade brasileira utilizada pelos intelectuais nacionalistas da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) e por teóricos do Partido Comunista Brasileiro (PCB).

Palavras-chave: 1. Desenvolvimento desigual e combinado; 2. Leon Trotsky

 

Leon Trotsky’s law of uneven and combined development and Brazilian intellectuals

Abstract: The subjetc of this article is the relationship we believe to exist between the Trotskyst ideas and a significant part of Brazilian intellectuals who in the 1960s and 1970s outstood for the critical works on “dualistic” or “stage-wise” theories about the country’s social and historical reality. More specifically, we aim at debating how the concept of uneven and combined development formulated by the russian revolutionary Leon Trotsky has shown to be somehow present among the authors who in the academic milieu were opposed to the nationalistic perspective of intellectuals from the Latin American and Caribbean Committee (CEPAL) and from the Brazilian Communist Party (PCB).

Keywords: 1. Uneven and combined development; 2. Leon Trotsky

 

 

 

Democracia e revolução no pensamento de Marx e Engels (1847-1850)

ACESSE AQUI O PDF

 

Resumo: Utilizado pela primeira vez por Karl Marx em A questão judaica (1843), o conceito de revolução permanente indicava o caráter ininterrupto da mudança política e social na Alemanha. Inspirado nas transformações políticas e sociais ocorridas na França entre 1789 e 1793, o conceito procurava dar conta de uma situação na qual, ao contrário daquela que lhe serviria como fonte de inspiração, a emancipação política deveria ser precedida pela emancipação social para se realizar. A relação existente entre democracia e revolução, subjacente a esta problemática, ocupará a atenção de Marx e Engels nos anos imediatamente anteriores às revoluções de 1848 e 1849 na Europa. É a partir dessas experiências revolucionárias europeias que Marx retomará, em 1851, a ideia de revolução permanente, procuranto, através deste conceito descrever a relação existente entre revolução democrática e revolução social no processo de transformação social. O objetivo do presente trabalho é discutir o processo de construção de uma crítica marxiana da democracia e o lugar ocupado nessa crítica pelo conceito de revolução permanente.

Palavras-chave: 1. Democracia; 2. Revolução; 3. Revolução permanente

 

Democracy and permanent revolution in Marx and Engels’ thought (1847-1850)

Abstract: Firstly used by Karl Marx in the Jewish Question (1843) the concept of permanent revolution indicated the uninterrupted character of the social and political change in Germany. Inspired in the political and social changes which occurred in France between 1789 and 1793, this concept tried to deal with a situation in which, contrarily to what which inspired it, the political emancipation, to be accomplished, should be preceded by the social emancipation. The relationship between democracy and revolution, underlying this issue, will attract Marx and Engels’ attention in the years prior to the 1848 and 1849 revolutions in Europe. Based on these experiences, Marx will resume, in 1851, the idea of permanent revolution, trying by means of this concept, to describe the relationship between the democratic and social revolution in the process of social transformation. The aim of this paper is to debate the process of building a Marxian critique of democracy and the place of the concept of permanent revolution within this critique.

Keywords: 1. Democracy; 2. Revolution; 3. Permanent revolution

 

A totalidade como categoria central na dialética marxista

ACESSE AQUI O PDF

Resumo: O presente artigo constitui um ato de resistência ao ataque e à supressão de uma categoria entre as mais centrais da gnosiologia dialética marxista, a categoria de totalidade. Para dar conta da tarefa, o autor examinou como esta categoria foi elaborada por importantes pensadores marxistas – de Marx, passando por Engels, Lukács e outros – e como e por que permanece atual e insubstituível no pensamento sobre as diferentes esferas de sociabilidade burguesa e o processo de sua superação.

Palavras-chave: 1. Gnosiologia; 2. Dialética; 3. Modo de produção

 

Totality as a central category in Marxist dialectics

Abstract: This article constitutes an act of resistance against the attack and the abolition of one of the most important categories of the Marxist dialectic gnosiology, that of totality. To accomplish this task, the author had to research how the above-mentioned category was  posed by important marxists – from Marx and Engels to Lukács and others -, and how and why it remains a necessary tool to understand the different bourgeois social spheres and also its overcoming.

Keywords: 1. Gnosiology; 2. Dialectic; 3. Mode of production

O materialismo histórico de Gerald Cohen: um determinismo tecnológico fadado a uma guinada normativa

ACESSE AQUI O PDF

Resumo: Esse artigo tem por objetivo apresentar e criticar a defesa da concepção marxista da história realizada por Gerald Cohen. Seu primeiro livro, Karl Marx’s theory of history: a defense, é considerado o documento fundador do marxismo analítico. Sua originalidade consiste em utilizar o texto do “Prefácio de 1859” e dar a ele uma interpretação não dialética e causal. A história é vista como uma relação entre forças produtivas e relações de produção, em que as primeiras, redutíveis à ciência, tendem a se desenvolver incessantemente durante toda a história. A abordagem de Cohen, que podemos chamar por determinismo tecnológico, se fundamenta na explicação funcional. Assim, o artigo mostra como Cohen, em uma edição nova e ampliada de seu livro, reviu suas reivindicações centrais para dar prioridade a explicações normativas.

Palavras-chave: 1. Gerald Cohen; 2. Marxismo; 3. História

 

Gerald Cohen’s historical materialism: a technological determinism doomed to a normative turning

Abstract: This article aims to present and criticize Gerald Cohen’s Marxist conception of History. His first book, Karl Marx’s theory of history: a defense, is considered as the founding document of analytical Marxism. Its originality lays in the use of the text of the  “Preface” of 1859 in a non-dialectical and causal interpretation. History is seen as as relationship between productive forces and relations of production, on which the former, reducible to science, tend to develop ceaselessly during History. Cohen’s approach, which we may call technological determinism, is based in a functional explanation. Therefore, the article shows how Cohen, in a new and enlarged edition of the book, has revised his central position, in order to prioritize normative explanations.

Keywords: 1. Gerald Cohen; 2. Marxism; 3. History

Ousaremos vencer? Transição e ruptura no debate marxista sobre a revolução

ACESSE AQUI O PDF

Resumo: O início do século XXI proporcionou aos ativistas e militantes socialistas de todo o mundo a necessidade imperiosa de se interpretar os últimos acontecimentos envolvendo diversos países e populações que, sob o impacto depressões extremas, romperam o aparente marasmo em que estavam mergulhadas e ganharam as ruas em processos que permanecem em curso. Sob a violenta pressão da realidade, o que assistimos nos últimos anos foi, no plano ideológico, a ruína das verdades erigidas pelo neoliberalismo e sua fraseologiado fim da história e, no plano da realidade objetiva, o retorno à cena das massas populares enfurecidas após décadas de miséria, guerras, fome e exploração.

Palavras-chave: 1. Marxismo; 2. Revolução; 3. Século XXI

Outra hegemonia: sobre algumas leituras petistas de Gramsci e suas reviravoltas

ACESSE AQUI O PDF

Resumo: Com o governo Lula ficou mais evidente que os projetos políticos dos grupos dirigentes do Partido dos Trabalhadores (PT) haviam sofrido uma significativa reviravolta. Circulou rapidamente, pelos meios de comunicação, a idéia de que o PT no governo diferia radicalmente do PT na oposição. Entretanto, ao contrário do que se tornou quase um lugar-comum, o processo de mudança teórica e programática desenvolveu-se bem antes da eleição de Lula em 2002.

Palavras-chave: 1. PT; 2. Governo Lula; 3. História