O conteúdo desse número da revista Outubro é marcado pela problemática da crise contemporânea e seus desdobramentos, bem como das estratégias da esquerda socialista brasileira diante de tal processo. Robert Brenner, autor do livro A economia da turbulência global (a sair pela editora Record), nos oferece um artigo cuja estrutura do argumento encontra-se expressa na sobrecapacidade e superprodução da industria em escala mundial. Brenner que se notabilizou pelos seus trabalhos de história econômica e, em particular, sobre a transição do feudalismo ao capitalismo, nos faz agora faz um claro convite à reflexão e ao debate sobre a crise econômica atual, em uma perspectiva marxista. Roberto Leher, por sua vez, analisa a política educacional do Banco Mundial para países subalternos e seus impactos no direcionamento do sistema educacional brasileiro. Sobre o tema da “Nova Esquerda”, Ricardo Antunes apresenta e analisa a “Terceira Via” inglesa a partir da reestruturação do Partido Trabalhista, sob a liderança de Tony Blair. Dando continuidade aos estudos sobre a natureza das sociedades soviéticas, Michel Löwy relembra Trotsky e Bernardo Cerdeira, polemizando com este, reflete sobre as relações entre bolchevismo e stalinismo.

O Dossiê sobre o futuro das esquerdas, produzido após a última derrota eleitoral de Lula para FHC, sintetiza, em grande medida, a análise sobre as estratégias e propostas necessárias à recomposição do campo socialista no país. Contando com a participação de expressivas lideranças do movimento sindical e partidário (Edmundo Fernandes Dias, Walter Pomar, Valério Arcary, Luciana Genro e Durval de Carvalho), esta seção da revista apresenta ao público e à militância, um sugestivo quadro das divergências e convergências que perpassam o debate e a prática dos revolucionários brasileiros.

O leitor conta, ainda com a já tradicional seção de resenhas.

Por tudo isso, desejamos a todos uma boa leitura.

EDIÇÃO 03