Uma estratégia de rupturas: dez teses sobre o futuro grego

Questões-internacionais

ACESSE O ARTIGO EM PDF

Uma estratégia de rupturas: dez teses sobre o future grego
Resumo: O artigo discute os rumos das organizações de esquerda na Grécia após a histórica vitória da coalizão Syriza, no dia 25 de janeiro de 2015. A partir de uma avaliação sobre a correlação de forças da política grega e das pressões da Troika, o autor indaga o que é necessário ao Syriza para conseguir desenvolver uma alternativa que consiga fazer frente à política de austeridade europeia. É na importância da dialética das demandas imediatas e das mudanças radicais que Sotiris centra seus esforços, mostrando que qualquer vertente da esquerda no poder deve estar diretamente conectada às lutas populares, e não aos compromissos com as classes dominantes.
Palavras-chave: 1. Grécia. 2. Syriza. 3. União Européia.

A Strategy of Ruptures: Ten Theses on Greece’s Future
Abstract: This article discusses the future of leftwing organizations in Greece after the historical victory of Syriza in the elections of January 25th. Based on the evaluation of the correlation of forces in the Greek politics and the pressures from the Troika, the author questions what is necessary for Syriza to develop an alternative capable of confronting European austerity. The importance of the dialectics between immediate demands and the radical changes is in the center of Sotiris’ analyses, showing that any leftwing organization in power should be directly connected to the popular forces and not to any compromises with the ruling classes.
Keywords: 1. Greece. 2. Syriza. 3. European Union

Participe da discussão sobre o artigo/edição acima.