A miséria da historiografia

historia

ACESSE AQUI O PDF

 

Resumo: Importantes temáticas da história brasileira vem sendo submetidas a revisões radicais nos últimos anos. É o caso do golpe de 1964, que tem sido alvo de uma onda revisionista. Em 1964, as esquerdas empreenderam uma ação uma ação para ampliar os limites do regime democrático de então, e por isto são hoje acusadas de golpistas por historiadores revisionistas. O propósito deste artigo é discutir criticamente a perspectiva teórica que tem motivado tal revisão. Para isto, são analisados os trabalhos de Argelina Figueiredo, Jorge Ferreira e Daniela Aarão dos Reis, representantes deste revisionismo, contrapondo-os ao trabalho clássico de René Dreifuss.
Palavras-chave: 1. Historiografia; 2. Revisionismo; 3. Golpe de 1964

 

The poverty of historiography

Resumo: Some important themes of Brazilian history have been submitted to radical revisions in the past years. That is the case of the 1964 military coup d’etat, a common target of this revisionist perspective in the most recent period. In 1964, the Left had undertaken an action to extend the limits of the democratic system of that period, and for this nowadays it’s accused by revisionist historians of desiring and even planning a coup d’etat. For this reason, this article analyzes the representatives of this revisionist historiography, such as Argelina Figueiredo, Jorge Ferreira and Daniel Aarão dos Reis, contrasting their ideas to the classic work of René Dreifuss.

Keywords: 1. Historiography; 2. Revisionism; 3. 1964 military coup d’etat.

Participe da discussão sobre o artigo/edição acima.