Marx e a América Latina? Uma crítica à tese de José Aricó

historia

ACESSE AQUI O PDF

Marx e a América Latina? Uma crítica à tese de José Aricó

Resumo: Este artigo engaja-se em uma polêmica acerca dos escritos de Marx sobre o mercado mundial. Mais especificamente, fazemos frente às teses de Aricó a respeito do lugar que a América Latina ocupa nas reflexões marxianas. Para Aricó, o volume relativamente pequeno de textos de Marx sobre a América Latina revelaria posições teóricas do autor alemão. Sua concepção de mundo seria incapaz de conceber a forma necessariamente desigual do desenvolvimento do capitalismo em diferentes contextos sócio-históricos, assim como a necessária desigualdade no desenvolvimento dos complexos que o conformam. Assim, apresentamos criticamente as hipóteses aventadas por Aricó para a sua pergunta e esboçamos uma resposta alternativa para um ponto central de sua crítica: a relação entre as relações econômicas capitalistas e o Estado.

Palavras chave: 1. José Aricó; 2. Karl Marx; 3. América Latina.

Marx and Latin America? A critique to José Aricó’s thesis

Abstract: This paper engaged in a debate about Marx’s writings on the world market. More specifically, we stand against Aricó’s thesis on the role of Latin America in Marx’s reflections. According to Aricó, the relatively small volume of Marx’s texts about Latin America reveals his theoretical positions. His understanding of the world would not be able to conceive the necessary unevenness of historical development in different socio-historical contexts, as much as the necessary unevenness in the development of its constituting complexes. Thus, we critically present Aricó’s hypotheses to answer to his question and develop an alternative answer for a central argument of his critique: the relation between capitalist economic relations and the State.

Keywords: 1. Karl Marx; 2. José Aricó; 3 . Latin America.

Participe da discussão sobre o artigo/edição acima.