Gênero e trabalho precário em uma perspectiva histórica

Mulheres-e-feminismo

ACESSE O PDF

Gênero e trabalho precário em uma perspectiva histórica

Resumo: Este artigo investiga a relação histórica entre gênero e trabalho precário, analisando um estudo de caso das mulheres italianas na segunda metade do século XX. Uma abordagem histórica de gênero mostra que diferentes modos de produção e condições de trabalho estavam presentes simultaneamente em sociedades fordistas e pós-fordistas, e que as mulheres, assim como os migrantes, experimentaram um nível significativo de precariedade, mesmo na chamada era dourada do século XX. A divisão sexual do trabalho e a discriminação baseada em sexo parecem estar no coração da natureza de gênero do trabalho precário, um nexo de longa duração que tem caracterizado sociedades industriais e pós-industriais, como o artigo mostra, em relação ao caso italiano. Ao abordar a questão da precariedade do trabalho como um fenômeno multifacetado, afirma-se que a difusão do trabalho precário na segunda metade do século XX foi diretamente afetada pelas lutas trabalhistas e das mulheres, por um lado, e pelo papel do Estado e da política em definir e redefinir as relações de trabalho na lei, por outro.

Palavras-chave: 1. Fordismo; 2. Pós-fordismo; 3. Trabalho das mulheres

Gender and precarious work in a historical perspective

Abstract: This paper investigates the historical relationship between gender and precarious work, analyzing a case study of Italian women in the 2nd half of the 20th century. Such historical approach of gender shows us that different forms of production and labor conditions were present simultaneously in Fordist and Post-Fordist societies, and that women, such as immigrants, experienced a significative level of precarity, even in the so-called Golden Age of the 20th century. The sexual division of labor and the discrimination based on sex appears to be in the core of the gender nature of the precarious work, a nexus of long duration that has featured industrial and post-industrial societies, as this paper shows about the Italian case. Handling with the question of the precarity of labor as a multifaceted phenomenon, we affirm that the spread of precarious work in the 2nd half of the 20th century was directly affected by working and female struggles by one hand, and by the role of the State and politics defining the working relations in the law, on the other hand.

Keywords: 1. Fordism; 2. Post-Fordism; 3. Women labor

Participe da discussão sobre o artigo/edição acima.